Nível de emprego na indústria fica estável em fevereiro

Nível de emprego na indústria fica estável em fevereiro

O nível de emprego nas indústrias da região ficou praticamente estável em fevereiro, com o corte de cerca de 50 vagas no mês passado, o que significou variação negativa de apenas 0,03%. Os números constam do levantamento do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) junto aos associados dessa entidade no Grande ABC.  A estabilidade ocorre depois do crescimento nas contratações em janeiro. Com isso, no primeiro bimestre (na comparação com o estoque de pessoas ocupadas nas fábricas em dezembro), o saldo é de 700 empregos a mais, o que mostra sinais de recuperação na atividade econômica.  No entanto, a tendência de melhora deve levar tempo até que se reverta o volume expressivo de demissões que ocorreu ao longo de 2012.

Atualmente, nas empresas filiadas ao Ciesp na região, há aproximadamente 6.400 postos de trabalho a menos que em fevereiro do ano passado. Outra pesquisa da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) mostra que as fabricantes começam a ampliar o nível de produção neste ano. O vice-diretor do Ciesp de Diadema, Anuar Dequech Júnior, cita que ainda há insegurança em relação aos rumos da economia. “Por isso, crescem as horas extras e as empresas seguram o máximo possível as contratações”, afirma.  Apesar das incertezas, o dirigente manifesta otimismo, ao avaliar que no segundo semestre o nível de emprego deve acelerar o ritmo, entre outros motivos, por causa de projetos na construção civil. “A área de alumínio, por exemplo, trabalha com expectativa de 30% de aumento nas demandas por esquadrias”, observa.  Por sua vez, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá, Cícero Firmino Martinha, cita que as indústrias, cada vez mais, investem em automação e precisam cada vez menos de mão de obra. “Por isso é que há a luta pela redução da jornada de trabalho”, afirma.

 

Fonte: Diário do Grande ABC

Sobre a Delara

Fundada no ano de 1998, a DELARA atua em diversos segmentos da área industrial desenvolvendo e fabricando dispositivos, partes e peças para máquinas. Atua também no desenvolvimento de soluções em Micro Usinagem, contando com uma linha própria de 75 produtos de instrumentação médica.

Ver mais posts

Deixe um comentário

*

*

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios *